Tasco

Tasco – Atuação com software Creo.
Setor:
Indústria Metal Mecânica.
Produtos: Acessórios para painéis elétricos.

Área de atuação:

  • Projetos de produtos.
  • Projetos de ferramentas: Ferramentas de injeção de plástico.
  • Ferramentas de injeção e zamac.
  • Ferramentas de estampo.
  • Dispositivos de montagem.

 

1. Creo CAD

  • Hoje todos os projetos efetuados na Engenharia são elaborados no Creo sendo que os resultados são positivos tanto na modelagem dos arquivos simples como em superfícies complexas.
  • Facilidade em trabalhar com montagens maiores sem problemas de tamanho de arquivo ou capacidade do computador.
  • Estudo de montagens e interferência feito em ambiente 3D.
  • Estudos de movimento feito em ambiente 3D.
  • Projeto de chaparia ficou mais interativo, machos de repuxos permitem uma prévia visualização do modelo.

 

2. Creo CAM (centro de usinagem 3 eixos).

  • Todas as usinagens (das cavidades) são elaboradas na plataforma Creo CAD/CAM, tendo uma significativa resposta em tempo de projeto e elaboração do processo de construção de ferramentas de injeção.
  • Os eletrodos são extraídos diretamente da cavidade, sendo que os GAP’s são feitos via superfície, e os programas gerados em cima destes eletrodos. Quando da alteração dos GAP’s (conforme necessidade da ferramentaria) é só alterar o “offset” da superfície e rodar novamente o CL do programa. Este tipo de atuação facilita uma grande diversidade de configurações bem como um controle exato do processo e informações de engenharia junto à ferramentaria.
  • É bom lembrar que o caminho gerado pelo Creo é transformado (por um pós-processador) em linguagem de máquina. Este pós-processador foi elaborado pela nossa parceira Proconsulting, que nos deu todo apoio técnico e acompanhamento necessário ao desenvolvimento.

  • Assim que os programas são gerados, uma folha de rosto (template) é enviado à ferramentaria com todo o processo elaborado, além do posicionamento dos eletrodos com as coordenadas específicas importantes para o andamento do projeto. Este posicionamento é automaticamente definido, através do Creo, onde extraímos os eletrodos.
  • Outro gráfico interessante dentro do CAM é o gerenciamento de colisões ou sobremetal a ser retirado ou queimado via eletrodo. Este gráfico é identificado dentro do Vericut que mostra de forma clara o acabamento da superfície usinada e o “scallop” (crista) gerada pela ferramenta.
  • A nova plataforma do Creo 2.0 ficou ainda melhor quanto à programação e interface com o projetista, que de forma interativa pode escolher a estratégia de usinagem que melhor lhe convém.